Piometra! Mas o que é isso?

Você ouviu do seu médico veterinário que sua cachorrinha ou gatinha , está com Piometra. O nome te assustou! Sim, é uma doença séria, mas se tratada rapidamente, o animal volta à ficar sadio em pouco tempo.

A Piometra é uma infecção bacteriana que ocorre no endométrio, lá dentro do útero, causada por uma exposição prolongada ao hormônio progesterona. Ocorre uma hiperplasia ( aumento) desse endométrio, acumulando líquido no lúmen do útero, somado ainda à diminuição das defesas imunitárias locais, principalmente em cadelas ou gatas de meia idade para cima, tornando o meio uterino propício a multiplicação bacteriana. As fêmeas felinas tem menos propensão a esse problema pois as concentrações de progesterona não são tão elevadas como nas cadelas. Animais jovens também são menos acometidos, mas não se engane achando que por ser um animal novinho , a Piometra não pode aparecer, já que eu mesma  diagnostiquei uma fêmea de menos de um ano de idade. Cuidado também com o uso de anticoncepcionais veterinários nos animais, porque o uso de hormônios exógenos aumenta consideravelmente o número de casos da doença.

O animal acometido apresenta apatia, febre, diminuição de apetite,  e em alguns casos, vômito. A doença pode tanto ser de cérvix aberta, que é quando aparece uma secreção vaginal purulenta, ou de cérvix fechada, onde aparece a distensão abdominal, e não há secreção alguma. Essa é mais séria, porque pode ocorrer a ruptura do útero e ainda a migração das bactérias para o rim.

Porém há casos em que o animal não tem distensão abdominal e nem corrimento e quando faz os exames diagnósticos lá está ela, começando, dando início aos sintomas de apatia do animal. Os sinais começam a aparecer geralmente logo após o cio.

O diagnóstico geralmente é feito com exames de sangue e ultrassonografia abdominal.O tratamento é cirúrgico, com a retirada de todo útero e dos ovários e acompanhado de ampla antibioticoterapia.  Há casos que o animal necessita de internação com fluidoterapia , principalmente quando a doença já está bem avançada deixando o animal debilitado. Por isso é importante o diagnóstico precoce, evitando assim complicações como a septicemia( infecção generalizada).

Por isso sempre falamos muito de castração. A castração evita ,além do abandono de filhotes e animais adultos, tumores em mama, útero e também a Piometra. Não tenha medo de castrar o seu animal. Quanto mais jovem, mais tranquila é a cirurgia.

Imagem 053
Meu nome é Chiara! Quando tinha 10 anos comecei a ficar muito mal e não queria comer, fui diagnosticada com piometra. Felizmente minha dona Ana foi rápida em me tratar e logo fiz a cirurgia. Hoje tenho 15 anos e estou muito bem, obrigada!

Se você tem alguma dúvida e quiser falar comigo, deixe um comentário no post, ou acesse minha fan page Isa Casline Veterinaria. Responderei com muito prazer!

Leia também:

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *