Gatos e o ronronar: Por que isso acontece?

 

Quando eu era pequena lá em Minas( parece piada, mas não é) vivia escutando da minha mãe, que eu não podia ter gatos, porque a minha avó sempre falou que aquele ” chiado” que eles faziam era prejudicial à minha saúde  e eu poderia ter sérios problemas pulmonares. Nessa mesma época, sem ter nenhum gato em casa , contraí uma bronquite, devido à fumaça de cigarro , juntamente com a casa encarpetada e isso bastou para que meus pais acreditassem que um gato, na verdade, não me traria esses problemas. E assim, uns dois anos depois, ganhei minha primeira gatinha e nunca tive nenhuma crise respiratória ao contato dela.

Mas muita gente, ainda hoje, acredita que o ronronar ocasiona problemas respiratórios, como se não bastasse todo misticismo já em volta dos bichanos. Então, porque isso acontece?

Hoje se sabe que o ” motorzinho” é produzido pelo contrair rítmico dos músculos da laringe e do diafragma, ao expirar ou inspirar e cada gato tem o seu próprio. Há ainda teorias que dizem que o som do ronronar vem do sangue quando passa pela artéria aorta, entre outras. Uns ronronam bem baixinho e outros ainda, bem alto.

Pesquisadores acreditam que essa era uma forma de se comunicar dos filhotes com a mãe ou com os irmãos, mas com a domesticação, esse padrão se manteve por toda vida adulta. Gatos ronronam de prazer, pra pedir comida ou carinho ao dono e há ainda pesquisas relatando que podem ronronar até quando estão com dor.

Portanto, não é nenhum problema respiratório como podemos concluir.

Gatos são tão bons companheiros quanto cachorros. Nunca tenha medo de ter um!

Dúvidas? Escreva aqui Isa Casline Veterinária

Leia também:

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *