Sabia que seu cãozinho também pode ter gripe?

Padrão

Cachorro-Mal-de-Saúde

Esse outono está prometendo ser bem friozinho e é nessa época que costuma aparecer uma certa patologia chatinha para os nossos amigos caninos. Gatinhos também apresentam uma doença parecida com gripe, mas falarei disso num próximo post.

A gripe canina que é também conhecida como tosse dos canis é uma patologia que acomete  basicamente cães. Muitas pessoas pensam que por estarem gripadas, transmitiram o vírus para os seus animais, ou vice versa e isso não é verdade.

A tosse dos canis é causada principalmente por três agentes infecciosos, uma bactéria de nome Bordetella bronchiseptica e dois vírus, Parainfluenza e Adenovírus, agindo de forma isolada ou em combinação.

Um dos principais sintomas é o aparecimento de uma tosse seca, contínua, por isso muitas vezes a queixa que o proprietário faz é de que parece que o animal está engasgado. Podem aparecer ainda coriza nasal e ocular, espirros e febre.  A doença deve ser tratada logo no começo pois pode levar à uma pneumonia.

Animais debilitados , idosos e filhotes tem mais predisposição ao contágio.Pode ser adquirida por uma animal sadio em contato com um doente através  de espirros ou da tosse. É chamada justamente de tosse dos canis por ter alto índice de contato em animais que permanecem juntos em canis, pet shops, lojas de vendas de animais.

Existem vacinas já há muito tempo para a imunização, sendo aplicadas logo quando o animal é filhote. A revacinação deve ser feita anual.

O tratamento , no entanto, quando o animal já apresenta os sintomas e está no início costuma ser simples, utilizando-se de xaropes, antibióticos e antiinflamatórios para conter a tosse, pois a traquéia costuma ficar bem inflamada. Claro que um animal com gripe, não deve ser exposto ao vento, chuva ou umidade.Deve ficar fechado e protegido .

A doença pode aparecer em qualquer época do ano, porém tem mais prevalência nos meses frios, onde os cuidados devem ser maiores.

Para se ter o certo diagnóstico da doença, o proprietário deve sempre procurar a orientação do médico veterinário, já que muitas vezes as pessoas confundem a tosse da gripe canina com a tosse de um animal cardiopata e o que se acha que pode ser só uma gripe, acaba sendo algo mais sério.

Para mais informações, me escreva aqui no blog ou na fan page Isa Casline Veterinária.

O perigoso chocolate.

Padrão

No_chocolate

Eu sei que há um tempinho atrás, escrevi um post sobre alimentos que não devem ser consumidos por cães ou gatos, já que podem causar sintomas graves, como intoxicações e até levar ao óbito. O post completo está aqui.

Infelizmente, pra engrossar essa estatística e para vocês não pensarem que é exagero quando os veterinários pegam no pé sobre alimentação, algumas semanas atrás, atendi um filhote, de mais ou menos 3 meses, que no domingo de páscoa, sem os donos perceberem, comeu quantidades enormes de ovos de chocolate, que foram dados pelos seus netos, enquanto brincavam com o bichinho. Os proprietários só viram quando os ovos estavam praticamente no fim e as crianças então disseram que tinham dividido o chocolate com o filhote. No dia seguinte, ele começou a apresentar vômitos frequentes e diarréia escura. Os donos começaram a dar soro caseiro, mas no segundo dia , viram que ele só piorava e foi quando ele chegou até mim.

Estava muito abatido; o vômito que ele apresentava ainda tinha cheiro de chocolate. Foi feito fluidoterapia por dois dias seguidos com medicações antitóxicas e outros cuidados. Ele apresentou uma pequena melhora, porém no terceiro dia, já com exames feitos, e com a mucosa da boca já amarelada se constatou que ele estava com uma insuficiência hepática grave, causada pela ingestão de chocolate. O filhotinho não resistiu.

Nesse caso devemos considerar que era um animal de porte pequeno, ainda bebê e que ingeriu uma quantidade enorme de ovos de páscoa. Porém o estrago pode ser o mesmo em cães maiores que sejam mais sensíveis a teobromina, que é a substância encontrada no chocolate  e que faz tanto mal.

Por isso , nunca é exagero quando falamos em dar somente o que o veterinário recomenda para o seu animal. Sempre esteja por perto quando há crianças brincando com o bichinho. Serve tanto para a segurança da criança, quanto a do animal.

Para maiores dúvidas, entre em contato aqui no blog ou na fan page Isa Casline Veterinária