Bicho Geográfico?! Oi??

Padrão

fotos larva migrans

6e8c3def13a040599d6ce123bbb09f65

 

 

Estava conversando com uma amiga, que como muita gente no período de festas( assim como eu) ,foi para a praia descansar e se divertir.

Ela me disse então que achava que tinha tomado uma picada no pé, mas que estava dolorida demais e inchada e quando foi ao médico, descobriu que na verdade era o tal bicho geográfico.

Assim, resolvi escrever esse post , pra alertar as pessoas que viajam com ou sem seus cães e gatos para a praia,sobre esse bichinho meio chato.

Como que a gente pega isso??

O bicho geográfico, conhecido cientificamente como Larva Migrans Cutânea, pode atacar cães, gatos e sendo uma zoonose , ataca o homem. Nos animais domésticos , a larva irá parasitar o intestino, sendo assim ela estará presente nas fezes destes; então se você andar descalço num gramado e entrar em contato com essas fezes contaminadas , a larva penetrará a sua pele. Muito comum acontecer na praia, pois os animais deixam suas fezes na areia e aí as pessoas entram em contato com essa areia contaminada pelas fezes. E se o animal entrar em contato com essas fezes também será parasitado.

O primeiro sintoma no ser humano é a coceira, pois a larva vai se movimentando ali, e caminhando pela pele, causando lesões . Ela penetra em qualquer parte do corpo, mas o pé é o mais comum pelo contato direto com  a areia em questão.

Eu também gosto de levar minhas cachorras nas viagens à praia, mas caminho com elas pouco na praia, e claro,indico sempre recolher as fezes do seu animal quando estiver passeando com eles, por questão de higiene e educação. E aqui quero ressaltar também a importância da vermifugação dos animais, para eliminar esse tipo de verme.

Nos humanos o tratamento adequado será prescrito pelo médico , incluindo pomadas e vermífugos de uso humano.

Qualquer dúvida , só entrar em contato comigo pelo blog ou pela fan page Isa Casline Veterinaria

Boa praia!!