Adoção responsável

Padrão
Sebastião. Abandonado no pet shop, já castrado, ainda filhote. Provavelmente adotado em feirinhas. Agora finalmente está sendo cuidado e amado!

Sebastião. Abandonado no pet shop, já castrado, ainda filhote. Provavelmente adotado em feirinhas. Agora finalmente está sendo cuidado e amado!

Hoje quero falar um pouco sobre a adoção de animais, já que hoje em dia temos tantas feiras de adoção e gente engajada na proteção animal, tentando arrumar um lar novo para os resgatados de rua ou maus tratos. Ocorre que nem toda adoção termina como queremos, com o animal finalmente podendo receber o amor e atenção que merece. Muita gente, ainda vai na feirinha, adota sem ter a devida noção do que é cuidar de um bicho e mais pra frente, chega a devolver o bicho à entidade aonde ele estava, ou pior, abandona na rua, em pet shops e clínicas veterinárias. Esse animal que já sofreu muito anteriormente, está lá de novo, sendo descartado uma segunda vez.

A adoção responsável significa que a pessoa candidata a levar um bichinho pra casa, saiba exatamente quais as implicações disso. Saiba que um filhote , por exemplo, tem a sua fase de destruir coisas, de bagunçar, de ter que ser ensinado sobre aonde deve fazer as suas necessidades, de que pode latir,miar, de não ser deixado sozinho muito tempo. Um animal adulto também já terá as suas particularidades, como gostar ou não de outros animais, e também terá que ser ensinado sobre seu banheiro, se acostumar com a rotina da casa. O adotante terá que saber que deve-se vacinar e vermifugar anualmente. Que poderá ter gastos com veterinário se for preciso. Que terá gastos com alimentação e até se ele resolver viajar e não ter com quem deixar o animal. Tudo isso se chama RESPONSABILIDADE.

Por isso, se você só quer adotar porque acha cool, ou está na moda, não faça isso. Dê a chance desse bichinho ter uma casa e donos que realmente estarão dispostos a cuidar dele como deve ser feito. Se você não tem paciência, não quer ver pêlos na sua casa, ou se incomoda com um barulho que seja, não adote também. Bichos não são feitos de pelúcia e  não importa se eles são de raça ou não. Todos precisam comer, brincar, ter atenção, alguns latem mais, outros menos. Alguns são adequados para espaços menores e outros precisam de lugares maiores para serem saudáveis física e mentalmente.

Por isso, pesquise antes. Veja o animal que mais se enquadra no seu perfil. Não seja impulsivo, porque se trata de um VIDA. E deve ser respeitada e amada.E se você descobrir que nenhum animal no momento se encaixa no seu estilo de vida, ok! Não é nenhuma vergonha. Talvez um outro momento seja mais propício. Talvez não. Vergonha mesmo é você adotar e depois ter a covardia de abandonar novamente. Pense bem!

Para maiores dúvidas , entre em contato aqui ou pela fan page Isa Casline Veterinária

Benefícios da castração para os bichanos.

Padrão

72757_Papel-de-Parede-Gatos-Malhados_1280x1024

Veterinário sempre bate muito nessa tecla da esterilização. Tentamos sempre explicar, da maneira mais clara para o proprietário porque é tão importante castrar o seu animal.

Esse post será dedicado à importância de se castrar os felinos.

O número de felinos vem aumentando muito nos últimos dez anos no Brasil, o que anda contribuindo para o aumento da castração destes, que gera um aumento na qualidade de vida dos animais. Mas porque?

Gatos que vivem em casa gostam de perambular pela vizinhança. Quando não são castrados, especialmente os machos, estão sempre demarcando seu território com urina e entrando em brigas com outros gatos da região, o que pode transmitir muitas doenças sérias, além de feridas profundas . Vizinhos reclamam quando o gato usa seu jardim como banheiro e como sabemos, muitos animais podem ser envenenados por isso, além de sofrerem agressões físicas. As fêmeas acabam saindo de casa quando estão no cio , e além de voltarem também feridas, acabam voltando prenhes. É fato que um animal não castrado tem uma qualidade de vida muito inferior, além de uma expectativa de vida menor que aquele animal castrado. O animal castrado não terá necessidade de marcar seu território e nem de acasalar, portanto se tornará um animal mais caseiro. No caso de animais que vivem dentro de casas ou apartamentos, não ocorrerá aquela situação desagradável quando o animal urina por toda parte.

A castração é uma cirurgia simples. Machos se recuperam logo no dia seguinte e as fêmeas levam uma semana para a retirada dos pontos. O centro de controle de zoonozes cadastra tanto cães quanto gatos para esterilização gratuita em clínicas credenciadas, assim como clínicas particulares também fazem esse procedimento. Animais adultos podem ser castrados, mas a idade ideal é ainda quando filhote, sendo a recuperação bem rápida.

Mais dúvidas sobre castração de gatinhos, entre em contato aqui ou na fan page Isa Casline Veterinária

Porque um animal não deve ser dado de presente?

Padrão

coelho-branco

A páscoa acabou de passar e me lembrei de um assunto importante, que surge também nessa época. Animais sendo dados de presente, na sua maioria, para crianças, como os coelhos.

A não ser que se tenha pesquisado muito junto ao presenteado sobre a responsabilidade de se ter um animal e tudo que isso implica e tendo aliado o fato de que realmente a pessoa ou criança, quer o bichinho, dar animais de presente é uma péssima idéia.

Primeiro que se a pessoa não gostar do “presente”, ele não poderá ser trocado, já que se trata de uma vida, e em muitos casos o que ocorre? Abandono do animal, pouco tempo depois. Existe uma estatística de que 80% dos coelhos que vivem em abrigo foram adquiridos em época de Páscoa, e aí, quando ele começou a roer móveis, ou a família começou a ter gastos com veterinário e ração, percebeu que ele não era igual a um bicho de pelúcia e resolveram devolver o pequeno.

Esse quadro acontece muito também com cães e gatos em época de dias das crianças ou natal, em que as pessoas movidas pela emoção da época, sem pensar muito, adquirem os animais, que sem muito planejamento anterior, acaba se tornando um incômodo e logo descartado. Para animais que tenham sido adotados, o panorama é melhor, já que a maioria das ONGS aceitam os animais devolvidos, mas quando se compra um animal, a loja não aceita devolução .

Por isso, quando for comprar um animal ou adotar, pesquise muito sobre raças específicas ou não, o que será melhor para uma criança e tenha noção da enorme responsabilidade que é se ter um animal, que precisará não só de cuidados como ração e veterinário, como de um tempo disponível para que você e sua família possam interagir saudavelmente com ele. E lembre-se sempre do tempo médio de vida de um animal que gira em torno dos 15 anos.

Ter um animal é maravilhoso, desenvolve nas crianças senso de responsabilidade, afeto e cuidado por um outro ser, mas só o adquira se tiver plena consciência de que ele será também um membro da sua família.

Para dúvidas, entre em contato aqui ou na fan page Isa Casline Veterinária

O sumiço da Pelota

Padrão

1908176_787071708040898_714079020393187695_n

Hoje eu só queria falar da Pelota, aí em cima! Ela é a gatinha da minha prima Vanessa, que a resgatou bem pequena mesmo e a criou na mamadeira. Na ultima sexta feira 13, a Pelota desapareceu. Sim, sexta feira 13!

Sempre postamos coisas nas redes sociais e falamos aos clientes dos perigos de se deixar gatinhos pretos vagando por aí, porque infelizmente ainda tem muita gente ignorante que faz maldade com eles. E muita gente que os usa para rituais em certas crenças. Mas a Pelota, já castrada, nem saía de casa, mal ficava no quintal e nem no muro subia. Alguém, com certeza, já sabendo da bichinha ali, num momento de distração da família, aproveitou e levou a gatinha consigo. Ela, segundo minha prima, era bem tranquila e bobinha.

Posso imaginar o desespero da minha prima, eu também tenho meu pretinho, assim como outros bichanos. No momento o que posso fazer é contar a história dela pra vocês e pedir muito pra São Francisco que ela fique bem!

Muito triste saber que isso pode acontecer com qualquer bicho nosso; que o mundo ainda tá longe no quesito respeito aos animais….

Isa Casline Veterinária

O abandono de cães idosos.

Padrão

cachorro-velho-idoso-petrede Essa semana, eu estava com muitas dúvidas sobre qual assunto postar no blog, já que criei um hábito de postar semanalmente. Até que conversando com uma amiga, ela me contou sobre um caso no mínimo muito triste. E que se repete aí aos montes: o abandono de cães idosos. Estou falando de cachorros, porque gatos idosos, segundo a opinião de muita gente, dá muito menos trabalho que o cão, já que o felino por si só já é um bicho tranquilo e dorminhoco, imagina então com a idade avançada. Já o cão, muitas vezes, quando a idade chega, apresenta diferenças no comportamento, muitas das quais os donos estranham , como: agitação noturna, se esconder em lugares como canto do sofá, atrás de cadeiras , pode esquecer comandos simples, ficar apático ou mais hostil e ainda apresentar problemas mais sérios como um AVC. Isso porque com  a idade, os vasos sanguíneos se deterioram  e a oxigenação cerebral pode ficar insuficiente. Felizmente hoje em dias já temos medicamentos que melhoram muito esses sintomas, devolvendo a qualidade de vida para os velhinhos. É só consultar o veterinário. Mas o que minha amiga me contou foi que o cão da pessoa que ela conhecia, que já é bem idoso, apresentou agitação noturna e está fazendo as necessidades fora do local, isso tudo depois deles terem mudado de casa, e o que a moça quer fazer? Se desfazer do bicho, porque o marido disse que se ele ficar, sai ela e o cachorro. Lembrando que o cão está com a pessoa antes dela casar! E ela está cogitando deixar o cachorro num quintal de outros parentes , que não gostam de animais e muito menos cuidam, sendo que ele está acostumado a ficar dentro de casa. Isso tudo porque o comportamento dele se alterou de uns tempos pra cá e os está incomodando. Já informei que ele pode sim morrer de depressão. Já informei que existem medicações e também informei que existe uma coisa chamada posse responsável, que significa que se ela é proprietária dele , é dever dela zelar pelo bem estar do animal até o fim da vida dele! Nunca, gente, pensem no abandono do seu animal idoso! É triste demais pro animal; sim, eles sofrem sem os donos, e depois ainda de tantos anos, o sofrimento é quase letal. Se seu animal está apresentando comportamentos estranhos, depois de uma certa idade, vá consultar seu veterinário e logo tudo será resolvido. Para dúvidas, entre na fan page Isa Casline Veterinária